Moda vegana é tema de relatório de tendências

O veganismo (ou mesmo o vegetarianismo) foi, durante muito tempo, um estilo de alimentação (quiçá de vida) cercado de clichês: a imagem do hippie que faz yoga e mora no interior, muitas vezes por opção, pairava sobre o imaginário coletivo.

O vegano dos anos 2010 tem diferentes motivações: sustentabilidade, meio ambiente, ética, respeito e compaixão pelos animais. Enquanto consumidor, ele busca se informar sobre todo o processo da cadeia produtiva, comércio justo, e leva o hábito para além da alimentação livre de crueldade animal: seus cosméticos, roupas e acessórios também acompanham essa linha de pensamento e consumo.

Pensando nessa crescente tendência, a consultoria de pesquisa de tendências Trendnotes está lançando o relatório “V de Vegan – Moda sem crueldade animal” (clique aqui para acessar a versão gratuita para download*) O estudo conta com depoimento de pesquisadores, produtores, especialistas, digital influencers, consumidores e apresenta o perfil do consumidor de moda vegana, as marcas preferidas, as tendências que vem na esteira do veganismo, e as apostas para o futuro desse mercado.

Mercado vegano

O fato é que o mercado vegan está em expansão no Brasil. Nesse início de ano, aumentaram o número de notícias sobre a abertura de estabelecimentos veganos, ofertas de alimentos à base de vegetais no mercado, aceleração do mercado de leites vegetais…e queda no consumo de carnes e produtos de origem animal em diversas partes do mundo. O Instituto Ibope conduziu uma pesquisa por dois anos consecutivos, a qual indicou que no Brasil 8% da população se declara vegetariana (2012), o que corresponde a 16 milhões de vegetarianos. Estima-se que quase 5 milhões de pessoas já pratiquem o veganismo.

Segundo empresários do setor de produtos veganos, o crescimento desse mercado no Brasil tem sido da ordem de 40% ao ano, apesar da crise. Esse crescimento também reflete no mercado de moda. Em janeiro deste ano, o prédio do PETA (PEOPLE FOR THE ETHICAL TREATMENT OF ANIMALS, que, em 2014, promoveu o prêmio PETA Vegan Fashion Awards) em Los Angeles foi transformado em palco para promoção, divulgação e debates acerca da moda vegana. Intitulado “How to Make it in (Vegan) Fashion” – “Como ser bem sucedido na moda (vegana)”, em tradução livre -, o evento contou com um desfile colaborativo, além de um painel de discussão com seis mulheres designers que estão se empenhando em criar e produzir moda de maneira mais consciente. O salão The Greens Show New York Eco Fashion Week possui um segmento só para exibir as novidades do “estilo” vegan.

*Para saber mais, encomende a versão sob demanda desse relatório. Para outras informações, escreva para sinb.trendnotes@gmail.com 

Print Friendly, PDF & Email

POSTS RELACIONADOS

Vegan Fashion Week estreia em Los Angeles
views 114
Nos últimos meses, um número crescente de marcas de luxo – Chanel, Gucci, Versace, Burberry etc – e a semana de moda de Londres -baniram o uso de peles em suas coleções. Emmanuelle Rienda, defensora dos direitos dos animais, sugere que sim, já que está se preparando para lançar a primeira Vegan Fash...
Chanel anuncia que deixará de usar peles exóticas ...
views 46
Prestes a apresentar o seu tradicional desfile de Metiers d'Art, no Met, em Nova Iorque, a Chanel anunciou que suspederá o uso de peles exóticas nas suas criações. Bruno Pavlovsky, presidente da Chanel Fashion, disse que a dificuldade de encontrar peles que atendessem, ao mesmo tempo, os padrões éti...
Olabi oferece curso de moda e impressão 3D no Rio ...
views 2.8k
Já sabemos que a moda pode ter sua cadeia produtiva completamente transformada pelo uso de tecnologias como a de impressão em 3D, ganhando tempo e dinheiro. Tempo, porque esses equipamentos permitem a construção de protótipos rápidos, para testes de modelagens e mistura de materiais. E dinheiro, ...
Manifesto
views 633
Nós, da consultoria de pesquisa e curadoria de conteúdo Trendnotes, viemos por meio deste manifestar a necessidade de propagar a cultura slow fashion de forma circular e igualitária, despertando o interesse do tema em todas as esferas sociais. Entendemos que não se trata apenas de uma tendência, ...
Editorial: A tendência que vai além do que se vê...
views 938
Apresentamos o nosso projeto #SlowIsTheNewBlack A livre apropriação da letra da música não é à toa. Trabalhar em um campo tão vasto e sinuoso quanto o da pesquisa de tendências nos leva a caminhos ainda pouco explorados e em possível ascensão. Como um bom aprendiz de etnógrafo, o pesquisador, dur...

Divulgado no TrendNotes por: Carolina Landi

Jornalista carioca com alma de artista e bailarina nas (poucas) horas vagas. Gosta do pop ao erudito, em todos os sentidos e artes. Acredita em empatia e sincronicidade. Curiosa, quer viver várias vidas nessa existência.

já postou 120 vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *